Gestão do tempo para mães: veja dicas para organizar a rotina

A administração do tempo é essencial para conciliar a chegada do bebê, a casa e o trabalho sem deixar os próprios interesses de lado

Carreira
regenesis-mulher-e-gestacao-gestao-do-tempo-para-maes

A sobrecarga que a chegada de um bebê traz à rotina pode ser assustadora. Sem o devido apoio e alguma organização, cuidar do filho, da casa e do trabalho  transforma-se em missão impossível. Mas acredite: alguns macetes de gestão do tempo para mães podem ajudar a viabilizar as tarefas cotidianas, sem deixar de lado seus próprios interesses. 

Para encontrar os caminhos possíveis, conversamos com Géssika Alves, educadora parental e mentora de gestão do tempo para mães, que dá dicas práticas para organizar a rotina e ajudá-las a encontrar tempo para cuidar de si mesmas. Confira! 

Como as mães podem organizar a rotina?

Antes de começar a fazer a gestão do tempo, Géssika explica que o primeiro passo é deixar para trás alguns pensamentos prejudiciais para a saúde mental, muito comuns entre as novas mães, como:

– Acreditar que ela deve ter a mesma produtividade que tinha antes da gravidez;

– Comparar-se a outras mães que, muitas vezes, não mostram os “perrengues cotidianos” ou têm uma realidade de vida mais favorecida;

– Acreditar que vai dar conta de tudo, sem conseguir priorizar o que realmente é essencial na sua vida.

Assim, o passo seguinte é refletir sobre as áreas que ela deve priorizar, para só então começar a organizar, efetivamente, uma rotina. 

Para isso, a mentora costuma indicar o método dos 4 Rs, que deve ser feito na seguinte ordem: rotina do bebê ou da criança, rotina do trabalho, rotina da casa e rotina da mãe.

Rotina do bebê ou da criança

“Se o bebê ou a criança não tem rotina, vai ser impossível para a mãe ter uma previsibilidade sobre como será o dia dela”, explica Géssika. Nesse ponto, dois fatores podem ajudar essa organização: 

Rotina de sono: quanto mais previsível for a hora das sonecas e do sono noturno, mais tranquilidade a mãe terá para encaixar compromissos de trabalho importantes ou que exigem foco;

Tempo de qualidade: observe os horários em que seu bebê costuma estar mais agitado e demanda mais sua atenção e reserve esses momentos para passar um tempo de qualidade com ele, para encher seu “potinho do amor”, como diz a disciplina positiva.

Rotina do trabalho

No caso das mães que trabalham fora de casa, o ideal é conseguir adequar a rotina do bebê ao horário da saída de casa. “Por exemplo: que horas ele deve ser despertado para que seja arrumado a tempo de deixar na creche ou na casa de um familiar?”, explica. 

Já no caso de mães que trabalham em home office, algumas dicas são valiosas:

Tenha um espaço físico reservado para trabalhar. Isso evita que você seja “esbarre” em outras demandas da casa ou do bebê;

Liste todas as suas atividades de trabalho. Depois, separe as que precisam de mais foco para os momentos de soneca ou para quando o bebê estiver sob os cuidados de outra pessoa.

Rotina da casa

Para as famílias que assumem a manutenção da casa, a dica é dividir a faxina pesada ao longo do mês e entre todos os moradores que podem executá-las (pais, companheiros ou companheiras, filhos mais velhos, etc.).

Géssika sugere fazer da seguinte forma:

– Divida a casa em quatro partes. Por exemplo: sala + cozinha, quartos, banheiros + lavanderia, quintal e garagem;

– Dedique cada semana do mês a apenas uma das partes;

– Liste todas as tarefas que a família deverá realizar para limpar essas partes. Por exemplo: aspirar o sofá, tirar pó, limpar a geladeira, limpar as janelas, etc.;

– Distribua essas pequenas tarefas entre todos os dias da semana;

– Execute apenas as tarefas de cada dia e esqueça as que estão para os dias seguintes.

Rotina da mãe 

Por fim, mas fundamental, a rotina da mãe será uma grande agenda que incluirá toda a rotina do bebê ou da criança, do trabalho e da casa, com a importante inclusão de atividades que elevem a sua energia. Como?

“Penso no que você fazia antes da gravidez para se sentir bem e agora não faz mais? Coloque isso de volta em sua rotina”, aconselha Géssika. 

Talvez essa seja a tarefa mais difícil, mas ela pode ser feita desde o puerpério, aos poucos, e começando com o que for possível: uma caminhada curta, 10 minutos de meditação ou apenas um banho demorado enquanto alguém cuida do bebê. Os momentos em casal também podem ser incluídos aqui, sempre que as duas partes se sentirem dispostas. 

Agora você já conhece algumas ferramentas para te ajudar a fazer a sua gestão de tempo de mãe. Que tal compartilhar estas dicas e ajudar outras mulheres a gerenciar a nova rotina?

regenesis-site-mulher-e-gestacao-parceiros-1

Géssika Alves é mentora de gestão do tempo para mães e educadora parental. Ajuda mães a realizarem seus objetivos após a maternidade e a ter uma vida mais organizada.

Tentando estabelecer uma rotina para o seu bebê? Confira o vídeo abaixo publicado no canal de Regenesis. Nele, a Pediatra Dra. Fernanda Misumi fala sobre a importância da rotina para o recém-nascido e comenta alguns aspectos relacionados à segurança do sono do bebê:

logo-regenesis-premium-home

Regenesis é uma linha completa de suplementação com ciência para tentantes e gestantes.

O Regenesis Premium possui 600mg de Ômega-3, Metilfolato (a forma ativa do ácido fólico), 2.000 UI de vitamina D, Ferro além de outras 13 vitaminas e minerais.

Seu suplemento vitamínico durante a gestação!

Conheça a nossa linha de produtos e
encontre a farmácia mais próxima de você.

07-01-2022
administração do tempo na vida pessoal como fazer gestão do tempo gestão do tempo gestão do tempo dicas gestão do tempo e produtividade gestão do tempo e qualidade de vida gestão do tempo mães gestão do tempo na vida pessoal gestão do tempo no trabalho gestão do tempo para mães o que é gestão do tempo por que é importante a gestão do tempo
Gostou? Compartilhe com sua rede!

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments