O que é o tampão mucoso e o que acontece quando ele sai?

Saiba como identificar se houve a saída do tampão mucoso e entenda por que ele é expelido

Corpo & Saúde
regenesis-mulher-e-gestacao-tampao-mucoso-o-que-e-como-identificar

Um dos sinais de que a gestação já entrou na reta final é quando ocorre a perda do tampão mucoso. Fique tranquila: apesar de ser esperado entre as semanas finais da gestação, esse evento não significa, necessariamente, que o trabalho de parto está prestes a começar.

Neste artigo, conversamos com a Ginecologista e Obstetra Dra. Marcelle Thimoti, que explica qual é a função do tampão mucoso, em que momento ele costuma ser expelido e como diferenciá-lo em relação a outros tipos de secreção vaginal. Confira!

O que é o tampão mucoso e qual a sua função?

Segundo a Dra. Marcelle, o tampão mucoso é uma secreção grossa produzida desde o início da gravidez por células do colo do útero. “Ele age como uma proteção a mais no colo do útero para impedir a entrada de bactérias externas que podem causar infecções intra-amnióticas”, explica a médica.

A produção do tampão mucoso ocorre por ação do hormônio progesterona, cujos níveis apresentam uma queda ao longo da gestação. Ainda assim o tampão exerce um papel importante até o fim da gravidez e continua sendo produzido durante toda a gestação. “No final da gestação, ele age como uma espécie de rolha no colo do útero”, diz a Dra. Marcelle.

Quando ocorre a saída do tampão mucoso?

“O tampão mucoso é expelido quando passa a haver alguma dinâmica uterina, como contrações e movimentos uterinos que estimulam o colo do útero. Por causa desse estímulo, o tampão mucoso vai se perdendo”, detalha a médica.

Vale destacar que não existe uma idade gestacional considerada correta para que a perda aconteça. Pode acontecer, inclusive, de a mulher entrar em trabalho de parto ativo sem que ele tenha sido expelido. 

A Dra. Marcelle orienta, porém, que a gestante seja avaliada por seu obstetra ou vá a um pronto atendimento caso perceba a saída do tampão até a 36ª semana de gravidez. “Nesse caso, é recomendável fazer outros exames para avaliar se há dilatação ou uma ameaça de parto prematuro”, explica.

Como saber se o tampão mucoso saiu?

Muitas gestantes percebem uma secreção diferente na calcinha e ficam em dúvida se trata-se do tampão mucoso. Por isso, a Dra. Marcelle explica que é importante diferenciar três possíveis secreções da gestação: a natural da gravidez, o corrimento, que pode indicar alguma doença, e o tampão mucoso. 

– Secreção natural da gravidez

“Por conta desse ambiente rico em progesterona e de uma mudança do pH da vagina, a mulher tende a ficar mais úmida na gravidez, com maior secreção vaginal considerada normal”, diz a médica. 

“É uma secreção transparente, branca ou amarela-clara e é produzida em maior quantidade, mas ela não tem alteração de cheiro, de sensibilidade, coceira ou odor”, conta.

– Corrimento patológico

“Já o corrimento vaginal patológico, que é considerado fora do normal, pode ser de várias cores. Geralmente varia de um branco mais grosso e pastoso até amarelado e com aspecto de pus. Costuma ter um odor fétido ou desagradável e pode ser acompanhado de outros sintomas, como coceira vaginal, dor pélvica e dor ao urinar. Esse corrimento deve ser examinado e tratado por um ginecologista”, alerta.

– Tampão mucoso

Por fim, o tampão mucoso é aquele com uma textura mais grossa, porém sem o odor fétido do corrimento. “O tampão mucoso é um muco bem semelhante ao catarro que a gente produz quando está resfriado, por exemplo. É uma secreção geralmente transparente, mas às vezes ela pode vir um pouco amarronzada, tipo borra de café, com umas rajas de sangue”, descreve.

– O que acontece após a saída do tampão?

“Pode não acontecer nada ou pode acontecer um parto. A gente não consegue prever. A saída do tampão mucoso é apenas um indicativo de que o colo está sendo trabalhado, mas não é um indicativo absoluto de que a paciente está entrando em trabalho de parto”, responde.

“Muitas pacientes perdem o tampão mucoso e não entram em trabalho de parto nem nas duas semanas seguintes. A gente não tem, então, uma certeza absoluta de quando a paciente vai entrar em trabalho de parto depois da perda do tampão.”

Agora que você já tirou as principais dúvidas sobre o tampão mucoso, compartilhe este artigo e leve esta informação a outras gestantes!

Dra. Marcelle Thimoti | Ginecolgista

Marcelle Thimoti possui graduação em Medicina pela UnB (Universidade de Brasília), com residência médica em Ginecologia e Obstetrícia pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal, no Hospital Regional da Ceilândia. Dentre os focos de atuação, destacam-se o Parto Humanizado e a Síndrome de Ovários Policísticos, áreas em que possui cursos de especialização.

Já está no final da gestação? Que tal começar a se informar sobre a amamentação? Neste vídeo, publicado no canal de Regenesis no YouTube, a Enfermeira e Consultora de Amamentação Verônica Pires explica como ocorre a produção de leite, fala sobre a Golden Hour e descreve os diferentes tipos de mamilo:

logo-regenesis-premium-home

Regenesis é uma linha completa de suplementação com ciência para tentantes e gestantes.

O Regenesis Premium possui 600mg de Ômega-3, Metilfolato (a forma ativa do ácido fólico), 2.000 UI de vitamina D, Ferro além de outras 13 vitaminas e minerais.

Seu suplemento vitamínico durante a gestação!

Conheça a nossa linha de produtos e
encontre a farmácia mais próxima de você.

30-12-2021
tampão mucoso tampão mucoso amarelo tampão mucoso branco tampão mucoso com sangue tampão mucoso como é tampão mucoso e cólicas tampão mucoso e cólicas 39 semanas tampão mucoso gravidez tampão mucoso marrom tampão mucoso o que é tampão mucoso ou corrimento tampão mucoso sai com quantas semanas tampão mucoso saindo aos poucos tampão mucoso saiu tampão mucoso tem cheiro tampão mucoso transparente
Gostou? Compartilhe com sua rede!

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments