Drenagem na gravidez: pode ou não pode?

De acordo com a Fisioterapeuta Regiane Gall, a prática pode melhorar o bem-estar da gestante. Conheça os benefícios dessa massagem poderosa!

Corpo & Saúde
regenesis-mulher-e-gestacao-drenagem-na-gravidez

Inchaço e desconforto são sensações bastante comuns quando o assunto é gestação, afinal, alterações hormonais, aumento da pressão sobre os vasos da região pélvica (em função do aumento do tamanho do útero) e até mesmo pressão arterial tomam conta desse período, causando o famoso edema. A boa notícia é que dá para aliviar essa combinação com uma prática simples: fazer drenagem na gravidez é uma das formas de evitar o inchaço, ou de reduzi-lo, quando ele já está presente.  

“É bastante comum que haja edema nas pernas, nos tornozelos e nos pés das mulheres grávidas, mas também pode acontecer de ele acometer face e mãos. Ao aliviar estes e outros sintomas associados, como dores musculares e nas articulações e peso nas pernas, a drenagem traz qualidade de vida para essas gestantes”, explica a Fisioterapeuta Regiane Gall.

Como funciona? 

A técnica de drenagem linfática aplicada a gestantes e não gestantes é bastante similar: ela utiliza movimentos que auxiliam o sistema linfático – responsável por limpar o corpo de impurezas – a transportar tudo o que é desnecessário das extremidades até os principais pontos de circulação do organismo. 

“A drenagem em si deve ser lenta e sutil na sua aplicação. Se houver dor ou hematomas, há algo de errado”, aponta Regiane.

Outra diferença entre os dois processos é que, na gravidez, a mulher fica o tempo todo com a barriga para cima ou de lado e não são feitos movimentos na região abdominal.


VEJA TAMBÉM


Quem pode fazer? E quando? 

De acordo com Regiane, as contraindicações para a drenagem na gravidez são as mesmas para mulheres não gestantes, com alguns acréscimos: quem apresenta quadros de insuficiência renal, hipertensão não controlada, gravidez de risco, trombose venosa profunda, doenças do sistema linfático, infecções de pele e erupções cutâneas e tumores deve evitar a prática. Além disso, a recomendação é que as massagens sejam feitas somente a partir do 3º mês da gestação, pois antes desse estágio, seus estímulos em alguns pontos podem favorecer o aborto. 

Antes de começar, portanto, é fundamental ter a permissão do médico que acompanha a sua gestação. Aproveite para conversar com ele sobre a necessidade ou não de usar meias de compressão e curta suas sessões de drenagem na gravidez com um profissional especializado! 

Regiane Gall é Fisioterapeuta especializada em gestação. Ela atua em Blumenau (SC). 

logo-regenesis-premium-home

Regenesis é uma linha completa de suplementação com ciência para tentantes e gestantes.

O Regenesis Premium possui 600mg de Ômega-3, Metilfolato (a forma ativa do ácido fólico), 2.000 UI de vitamina D, Ferro além de outras 13 vitaminas e minerais.
Seu suplemento vitamínico durante a gestação!

Conheça a nossa linha de produtos e
encontre a farmácia mais próxima de você.
12-08-2020
beneficios da drenagem na gravidez drenagem em gestante drenagem em gestante passo a passo drenagem gestacional drenagem gestante drenagem linfática gestação drenagem linfatica gestante drenagem linfatica gestante passo a passo drenagem linfatica gravidez drenagem linfatica na gestação drenagem linfatica na gravidez drenagem linfatica na gravidez fisioterapia drenagem na gravidez drenagem na gravidez beneficios drenagem nos pés na gravidez drenagem para gestante drenagem para gestantes
Gostou? Compartilhe com sua rede!
Comentar

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *