Ser mãe é… Aquilo que ninguém conta sobre os desafios da maternidade

regenesis-mulher-e-gestacao-desafios-da-maternidade-3

“Ser mãe é…”:

Passar noites em claro, fingir dor de barriga para passar um tempo sozinha, comer chocolate escondida para não deixar a criança com vontade, nunca mais pensar só em você, achar que não vai dar conta de tudo. Pode ser tudo isso e mais um monte de coisas. Desde as afirmações mais conhecidas até as que são descobertas no dia a dia de cada nova mamãe e de cada experiência. Mas cada uma dessas definições traz à tona o que é ser mãe e quais são os desafios da maternidade. 


LEIA TAMBÉM:


Os desafios da maternidade envolvem desde atitudes relativamente simples, como “comer chocolate escondida”, até mesmo a quebra da idealização da maternidade. Foi pensando nesses e em muitos outros questionamentos que convidamos a Julyana Mendes, Educadora Parental e criadora do perfil @maedesete, para contar a experiência de 25 anos de maternidade com seus 7 filhos. Isso mesmo, você não leu errado, SETE FILHOS que significam, nesse caso, CINCO gestações.

!Atenção: alerta de spoiler!

Além de contar como tem sido ser mãe ao longo destes 25 anos, ela falou que cada experiência de maternidade é individual e deu dicas de como lidar com os desafios da maternidade e se cobrar menos.

Assista à live, disponível em nosso perfil @regenesisbrasil, e conta como tem sido a experiência por aí.

logo-regenesis-premium-home

Regenesis é uma linha completa de suplementação com ciência para tentantes e gestantes.

O Regenesis Premium possui 600mg de Ômega-3, Metilfolato (a forma ativa do ácido fólico), 2.000 UI de vitamina D, Ferro além de outras 13 vitaminas e minerais.
Seu suplemento vitamínico durante a gestação!

Conheça a nossa linha de produtos e
encontre a farmácia mais próxima de você.
regenesis-site-mulher-e-gestacao-sintomas-de-gravidez

Você conhece os sintomas de gravidez?

regenesis-site-mulher-e-gestacao-sintomas-de-gravidez-1

Você sabia que os primeiros sintomas de gravidez podem surgir antes mesmo do atraso menstrual? É o que explica a Médica Ginecologista e Obstetra Monique Mion Bürger.

“Os sinais, porém, podem ser tão sutis que somente as mulheres que estão muito atentas ao próprio corpo ou que estão tentando engravidar podem percebê-los, passando despercebidos pela maioria”, comenta Monique.

A confusão ocorre porque algumas situações se parecem com os sinais do período menstrual, como dores nas mamas, cólica, irritabilidade emocional e inchaço abdominal.

Para ajudar a identificar os indícios mais claros, a médica lista os 10 principais sintomas de gravidez:

corrimento vaginal cor-de-rosa;

cólica e inchaço abdominal;

mamas sensíveis e inchadas;

cansaço fácil;

aversão a cheiros fortes;

enjoos, vômitos ou salivação excessiva;

tonturas, sono e dor de cabeça;

aumento da vontade de urinar;

variações de humor; espinhas e pele oleosa.

Estou atrasada!

Além desses dez itens, o atraso menstrual ainda é o sintoma de gravidez mais certeiro, como esclarece Monique.

“A ausência de menstruação é o primeiro e mais importante sinal de gravidez. Em geral, esse atraso pode vir acompanhado por pequenos sangramentos, diferentes do sangramento menstrual habitual.”

Vale destacar que só é considerado atraso a diferença de dez dias passados da data prevista para a chegada da menstruação.

“Mulheres com ciclos menstruais bastante regulares, no entanto, podem desconfiar de gravidez a partir do quinto dia de atraso menstrual”, ressalta.

Fique de olho!

Outro detalhe importante é que nem toda alteração na menstruação significa gravidez, como explica a médica.

“Por exemplo, ciclo menstrual leve, ou tipo ‘borra de café’, ou com fluxo acima do normal, pode ser sintoma de gravidez, mas também existem muitos outros motivos para esse tipo de ciclo ocorrer, como mioma uterino, pólipo, alterações hormonais, doenças ovarianas ou uterinas”, comenta Monique.

Por isso, é sempre bom ficar de olho e esclarecer as dúvidas com um Médico Ginecologista. Na dúvida, vale lembrar que o exame beta HCG é a forma mais garantida de se confirmar uma gestação a caminho!

regenesis-site-mulher-e-gestacao-parceiros-monique-mion

Dra. Monique Mion Bürger é Médica Ginecologista e Obstetra e atua na cidade de Limeira, no interior de São Paulo. Ela mantém um canal no Instagram com diversas informações para as mulheres. Confira em @dra.moniquemionburger


Acesse as dicas da Ginecologista e Obstetra Monique Mion Bürger e outros conteúdos em nossas redes sociais.

logo-regenesis-premium-home

Regenesis é uma linha completa de suplementação com ciência para tentantes e gestantes.

O Regenesis Premium possui 600mg de Ômega-3, Metilfolato (a forma ativa do ácido fólico), 2.000 UI de vitamina D, Ferro além de outras 13 vitaminas e minerais.
Seu suplemento vitamínico durante a gestação!

Conheça a nossa linha de produtos e
encontre a farmácia mais próxima de você.

regenesis-site-mulher-e-gestacao-estou-gravida-1

Estou grávida. E agora?

regenesis-site-mulher-e-gestacao-estou-gravida

Quando as duas linhas paralelas aparecem no teste de gravidez da farmácia, uma das reações mais comuns é o inevitável: “estou grávida, e agora?”. 

A nova perspectiva chega com a necessidade de se informar e conhecer tudo o que vai acontecer pelos próximos dias, meses e anos. E isso é absolutamente compreensível, afinal, há muito o que planejar. Principalmente em se tratando de cuidar da saúde da gestante e do bebê em formação.

Por onde começar?

De acordo com a Ginecologista e Obstetra, Dra. Barbara Freyre, o primeiro passo é confirmar a gravidez por meio do exame beta HCG.

“É assim que teremos a medida precisa do valor da dosagem do bHCG, o que permite estimar a evolução da gestação”, diz.

Barbara também destaca que o primeiro trimestre de gestação é, em geral, o mais importante, e merece cuidados redobrados.

Nessa fase, a multiplicação celular fetal está a mil para formar os órgãos do bebê. Por isso, é o momento mais crítico para a ocorrência de aborto e malformações, devido a doenças ou à má nutrição materna”, explica.

Aliás, antes mesmo do resultado positivo, o ideal é que, assim que a mulher procure um obstetra de confiança assim que decidir dar início às tentativas para engravidar. 

“Isso é importante porque  o obstetra pode realizar a suplementação nutricional correta. Ele também poderá diagnosticar e corrigir doenças de base, como hipertensão e diabetes, preparando seu corpo para a gravidez”, comenta a doutora.

Confira, a seguir, as recomendações da Dra. Barbara para proporcionar os primeiros cuidados na gestação:

É ele quem vai oferecer as orientações iniciais, realizar as solicitações de exames e sanar as várias dúvidas. Por ser um período de grandes alterações hormonais, e de sensibilidade à flor da pele, é importante que o profissional seja de sua confiança.

De um modo geral, em um pré-natal de baixo risco, as consultas são mensais nos dois primeiros trimestres. A partir da 32ª semana, elas passam a ser quinzenais, e semanais após 36 semanas. O acompanhamento periódico é a melhor forma de ter o cuidado que o bebê e a gestante necessitam nesse momento tão especial.

Ultrassonografia inicial: avalia a presença do saco gestacional e do embrião, data a gravidez e indica se a gestação está dentro do útero. Importante para descartar diagnósticos como gestação anembrionada, gestação ectópica, aborto e outros casos.

Sangue: para determinar a tipagem sanguínea, dosar hormônios importantes, detectar possíveis infecções e o risco da paciente contrair doenças que podem causar malformações (como rubéola, toxoplasmose e citomegalovírus). É fundamental, também, para avaliar se a paciente tem anemia ou risco de diabetes.

Além do médico obstetra que vai acompanhar o pré-natal e fazer o parto, é importante que a gestante tenha um serviço de referência para aceder em caso de emergência, seja na rede pública ou privada de saúde.

Remédios: o ideal é não usar nenhuma medicação que não tenha sido prescrita por um médico que saiba da gestação. Por isso, na primeira consulta pré-natal, uma das orientações é entender quais medicações usar em caso de dor de cabeça ou de cólicas, por exemplo.

Bebida alcoólica: não existe um limite seguro de dose a ser tomada, por conta do risco da síndrome alcoólica fetal. Estudos recentes mostraram que pode ela ocorrer, inclusive, com a ingestão de uma pequena quantidade. Em outras palavras, corte de vez as bebidas alcoólicas.

Cigarro: é um fator associado à ocorrência de malformações como baixo peso fetal e prematuridade, por isso, a orientação é abandonar o hábito.

Carne crua ou mal passada: podem transmitir bactérias como a salmonela e o parasita da toxoplasmose. Como é difícil assegurar a qualidade do produto, especialmente fora de casa, a recomendação é evitar seu consumo.

Tingir o cabelo: a Dra. Barbara destaca que os estudos sobre o assunto ainda são muito escassos, mas o ideal é evitar o uso de pinturas no primeiro trimestre. Também deve-se evitar o contato direto com a raiz e nunca usar tintas que contenham amônia. É importante fugir, inclusive, da possibilidade de inalar compostos químicos comuns em salões de beleza.

Materiais mal esterilizados: durante toda gestação, é preciso tomar muito cuidado ao fazer manicures e pedicures, pois os materiais podem transmitir micoses, verrugas e hepatite C.

Dra. Barbara Freyre é Ginecologista e Obstetra formada em Medicina pela Universidade Católica de Brasília. Ela atua em Brasília (DF).


Acesse nosso Instagram e confira outras orientações da Dra. Barbara Freyre.

logo-regenesis-premium-home

Regenesis é uma linha completa de suplementação com ciência para tentantes e gestantes.

O Regenesis Premium possui 600mg de Ômega-3, Metilfolato (a forma ativa do ácido fólico), 2.000 UI de vitamina D, Ferro além de outras 13 vitaminas e minerais.
Seu suplemento vitamínico durante a gestação!

Conheça a nossa linha de produtos e
encontre a farmácia mais próxima de você.